19/09/12

Em tempos de crise...

Temos que ajudar, ou tentar ajudar, quem precisa.
Assim sendo não podia deixar de partilhar este pedido de ajuda da Wendy


Recebi agora uma noticia que me deixou completamente arrasada.

Uma amiga da minha família (vamos chamá-la S) está a passar sérias dificuldades. O filho e a nora estão desempregados, têm um filho e está outro a chegar. Ele ficou desempregado e pouco tempo depois dela engravidar perdeu o subsídio de desemprego e nesta altura a S (que recebe também cerca de 500€) é que está a pagar a casa dele e a tentar ajudar no que pode. Mas como é óbvio não chega. Ela já não consegue ter comida para si e para a família. O resto da família também sobrevive entre desempregados e salários mal pagos e pouco conseguem ajudar. Conclusão, o menino de 8 anos passa dias sem comer algo de jeito, a escola recusou-se a dar comida à criança porque o pai não paga a alimentação há meses, já não consegue ir para a escola, os pais estão a definhar e sinceramente não sei como é que a mãe dessa criança ainda vai ter outro filho. Esta família está desesperadíssima! Eu e a minha família vamos ajudar com comida e roupa mas também não temos possibilidades para fazer muito mais.

Esta família já bateu à porta de muitas instituições e todas negaram ajuda. A segurança social nega auxílio e não oferece trabalho, as finanças agora caíram em cima deles porque o carro que venderam foi falsamente passado para o nome da pessoa que o comprou e o resultado desta burla são mais de 2000€ em dívidas de multas e selos.

Isto é angustiante, estou completamente devastada, principalmente pelo sentimento de impotência em não poder ajudar na totalidade. É o único caso próximo de mim (felizmente) resultante desta malfadada crise e posso dizer-vos que é exasperante. Eu já pensei em formas de ajudar mas não é suficiente. Por isso, resolvi expor esta situação na esperança de que alguém possa ajudar esta família. Pff, passem esta mensagem e contactem-me para wendysredballoon.blog@gmail.com (na coluna lateral do blog há um link directo para o e-mail).

Eu não quero perpetuar a miséria desta família com ajudas monetárias sucessivas, pretendo apenas pedir que ajudem no que conseguirem, principalmente no que toca a uma oportunidade de emprego ou a contactos que tenham com alguma instituição que possa fazer alguma coisa por esta família. Pff, ajudem como puderem mas ajudem. Para isso estou inteiramente disponível por e-mail (wendysredballoon.blog@gmail.com).

Estou com o coração muito apertadinho...

Eu posso dar-vos uma ideia do que lhes vou dar:
- Enlatados
- Arroz
- Massa
- Leite
- Leite para recém-nascidos
- Iogurtes
- Papas
- Batatas
- Cebolas
- Roupa para o miúdo e para o bebé.

Para quem puder ajudar na parte laboral eles residem em Algueirão (Sintra) e ele está disposto a trabalhar onde lhe derem uma oportunidade.

Coloco aqui o CV dele para terem uma ideia:


FORMAÇÃO ACADÉMICA
·        12º ano. 10º concluído na Escola Filipa de Lencastre em Lisboa e 12º Escola Novas Oportunidades em Sintra.

EXPERIÊNCIA PROFISSIONAL
·        Vendas ao balcão – papelaria Livros e Artes – Rossio.
·        Consultor Comercial na empresa CORBAN, no Cacem. Funções apresentação de produtos da empresa e cobranças. Ano 1995-1996
·        Auxiliar de acção médica no Hospital Curry Cabral , assistente de enfermeira chefe de 1996 a 1999.
·        Carteiro dos C.T.T E Postlog de 1999 a 2004
·        Técnico de manutenção, segurança e higiene de equipamentos, pavimentos e edifícios de 2005 a 2010. Escritório: rua ferreira de castro 10 Miratejo SOC. BISPO PRES.

CURSOS PROFISSIONAIS
·        Secretariado Profissional – Infordop (Técnicas de secretariado e informática)
·        Segurança e higiene no trabalho
·        Assertividade no trabalho
·        Técnicas de chefia, gestão laboral e manutenção de equipas
·        Técnicas de liderança e motivação pessoal e de grupo
·        Assistente de assistente domiciliário

Ele tem 38 anos. Ela para já não pode trabalhar porque vai ser mãe brevemente mas obviamente está disponível para ofertas posteriores ao período de convalescença.


1 comentário:

AngieM disse...

Também partilhei no facebook. Que situação :( infelizmente não tenho como ajudar ,as espero que a situação melhore.