28/09/11

Deixei que me hipotecasses as memórias, permiti-te essa atitude em prol de um bem maior.
Aceitei que as fizesses desaparecer  e agora, findo tudo, o que "nos" resta se não um vislumbre de um passado que eu quero crer que foi feliz mas que no fundo sei que não o foi...

4 comentários:

izzie disse...

Estas palavras podia ter sido escritas por mim...

Um beijinho apertado,

Borboleta Azul disse...

com o tempo ficarão na memória os momentos bons, e os maus vão se apagando, pelo menos comigo foi assim, feliz ou infelizmente :)

Nokas disse...

Restam os bons momentos, esses sim, merecem ser recordados!

coquinhas disse...

:( beijinho