06/11/10

Isto não é justo...

Este ano inscrevi-me como dadora de medula, e sempre pensei que não ser chamada seria um bom sinal. Mas hoje mudei radicalmente de opinião. Hoje li a notícia da morte Afonso e tive uma pena imensa dele, dos pais dele mas principalmente do facto de nem mesmo com um dador ele não recuperou.
Custa-me ler estas notícias de crianças que morrem sem nunca viverem tanta coisa, sem nunca se apaixonarem, nunca perderem um amor (acontece), sem viverem muitas das coisas que eu já vivi e todas aquelas que eu espero ainda viver.

1 comentário:

Mary disse...

Não concordo com a tua visão. Eu sou doente, o meu problema nem sequer é possivel existir um transplante. No entanto não tenhas pena porque o Afonso, não perdeu a batalha, porque lutou sempre até ao último instante, o que aconteceu foi que ele agora, recebeu o seu merecido descanso após uma batalha tremendamente dificil e violenta. Mas ele e outras estrelas que voaram para um Mundo com mais cor, deixaram um lição muito valiosa: vale a pena acreditar na cura, na vida e na esperança.