27/05/11

Pela boca morre o peixe...


Raras vezes eu espero prendas das pessoas, ou que me surpreendam. Por isso quando algo do género acontece, sabe-me ainda melhor.
Hoje quando me entregaram uma carta da Bertrand a loira que há em mim não juntou logo os pontinhos e muito menos percebeu porque raio a livraria me estava a enviar uma carta para o trabalho, só mesmo quando a abri é que entendi.
Estavam lá estes marcadores, a razão para eles me terem sido enviados é engraçada, eu acho pelo menos, quando fui à feira do livro, das duas vezes que lá fui este ano, um amigo meu não me ofereceu nenhum, coisa que eu considerei de extremo mau gosto principalmente vindo de alguém que se intitula "Um bom livreiro", a quem eu tinha comprado 2 livros e fiz-lhe saber isso mesmo através de sms e email. Sim sou chata como a porra!
Ora o rapaz tem sentido de humor, portanto, resolveu fazer-me engolir o que tinha dito e enviar-me  os famosos marcadores.
É por estas e por outras que eu já devia ter aprendido a estar caladinha é que quando menos esperamos as pessoas surpreendem-nos e arrancam-nos sorrisos mesmo estando longe.

3 comentários:

Sonhadora * disse...

EMBRULHAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAA, só por causa da mania :)

Ficção Que Vivemos disse...

És livros, mereces =)

*Sininho* disse...

Acho que fazes é muito bem a falar ;)
Como vês, vale a pena!
*