03/05/11

Problema


O meu maior problema é o que sentia por ti, as palpitações e as borboletas na barriga. O ter sido honesta contigo mas tu não o teres sido comigo.
O ter acreditado que por uma vez tinha encontrado o caminho sem me perder completamente no processo.
O tormento é que dou valor a coisas que não se compadecem nem comigo nem com mais ninguém.
Irrita-me ter ido para o ginásio e não ter saído do balneário feminino porque estava demasiado triste para o fazer, deixei-me ficar sentada no banho turco sozinha, num misto de resignação e dor, rezando a todas as entidades divinas de que me lembrei para que ninguém tivesse ideia igual.
Não queria ver ninguém, queria chorar sozinha sem que ninguém tivesse a audácia de perguntar se eu precisava de algo. Não precisava de nada se não de estar sozinha!
No meio da névoa que se instalava lentamente dentro daquele cubículo estava segura de perguntas e olhares de preocupação de gente que não me conhece e que eu não quero conhecer, muito menos em dias em que tudo à minha volta parece ter ido pelo cano.

9 comentários:

Sonhadora disse...

Estás num dia difícil hoje?!
Já sabes... Cá estou ;)

Margarida disse...

Também sou assim, refugio-me no silêncio, isolando-me dos outros... Há momentos em que necessitamos disso... Aqueles em que tudo parece ter desabado, são desses dias...
Precisando de algo...

Um beijinho querida...

Piccole Cose disse...

Acho que precisas desta música querida :) http://www.youtube.com/watch?v=oeSh805ekR0&feature=player_embedded#at=70

Pedro disse...
Este comentário foi removido pelo autor.
Pedro disse...

Vá vá, vamos a animar que eu não gosto nada de ver as pessoas assim..

http://www.youtube.com/watch?v=SyfQ_gijxyI

:))
*

Miss Crises disse...

Força querida :) estou aqui sempre para o que precisares.

Daniela Pereira disse...

As vezes é melhor deixar e essas coisas de lado e mostrares os teus sentimentos, mesmo que seja para estranhos, estar a guardar coisas para ti não faz bem!

*Sininho* disse...

Minha querida, espero que a névoa que te envolve desapareça e te deixe ver para além do que te angustia...

Um gajo qualquer... disse...

Por mais duros que sejam, esses momentos de introspecção são importantes. Não é fácil seguir em frente se o que nos prende começa em nós mesmos...

Beijinho