23/05/11

Sabedoria


O que custou não foi deixar de imaginar a que saberiam dos teus beijos
Não me lembrar do teu cheiro
Ou bloquear da minha mente o som da tua voz
O verdadeiro trabalho não é esquecer-te, é convencer-me que não vale a pena esperar por ti.
Dizem que o tempo tudo cura, mas a minha paciência está a esgotar-se!

5 comentários:

Sonhadora * disse...

Quando achares que já não tens paciências vês que afinal tens muito mais do que o que julgas...!

a Gaja disse...

A Sonhadora disse tudo. Vai sempre aparecer um bocadinho mais de paciência.
Sabes que o tempo leva o seu tempo...eu andei assim 4 anos, há espera que o tempo levasse a minha dor para longe e hoje ainda acredito que não a levou de todo, mas houve um dia em que acordei que nem me lembrei de tudo aquilo que estava embrenhado em mim...depois foi outro dia, e outro e outro...até que um dia, assim do nada lembrei-me que há muito tempo que não pensava nisso. aí percebi que era o tempo a fazer o prometido, mas até chegar a este ponto muitas lágrimas derramei.
Boa sorte**

Daniela Pereira disse...

a paciência é uma coisa que nunca acaba, quando pensamos que não conseguimos vem mais uma lufada de força e pumba já está no passado :)

Margarida disse...

Parecemos sempre perigosamente perto do fim da nossa paciência... mas não alcançamos esse fim com facilidade... O que é bom, pois esta "espera" fortalece, ainda que não o percebas... :)

Miss Crises disse...

A paciência tem limites. Ás vezes o melhor é virar a página