08/10/10

Livros da minha Vida #2


A primeira vez que li o Principezinho detestei, achei que a história era palerma e que não fazia qualquer tipo de sentido. Não compreendi minimamente a intenção do autor e muito menos que o que um adulto entende do principezinho não é o mesmo que uma criança entende.
Felizmente sou teimosa que nem uma mula e recusei-me a dar parte fraca junto dos meus amigos que tinham adorado o livro e resolvi dar-lhe uma nova oportunidade e aí, fez-se magia.  Apaixonei-me, de tal ordem que agora tenho várias edições do livro e ganhei o estranho hábito de comprar um exemplar sempre que viajo, o que significa que de momento tenho este livro em diversas línguas.

Só se vê bem com o coração. O essencial é invisível para os olhos... Foi o tempo que tu perdeste com a tua rosa que tornou a tua rosa tão importante.

1 comentário:

Meio Cheio disse...

Livro fabuloso e achei esse teu habito do mais amoroso possivel...há "colecções" que são sem duvida lindas e essa será uma delas!

Beijinho*